terça-feira, agosto 2

Excelente reflexão...A Canoa....

 Em um largo rio, de difícil travessia, havia um barqueiro que atravessava as pessoas de um lado para  o outro.
 Em uma das viagens, iam um advogado e uma professora
 Como quem gosta de falar muito, o advogado pergunta ao barqueiro:Companheiro, você entende de leis?
— Não! - respondeu o barqueiro
 E o advogado compadecido:
— É uma pena, você perdeu metade da vida
 A professora muito social, entra na conversa:
— Seu barqueiro, você sabe ler e escrever?
 Também não, respondeu o barqueiro
— Que pena! - Condói-se a mestra
— Você perdeu metade de sua vida!
Nisso chega uma onda bastante forte e vira o barco
O barqueiro preocupado, pergunta:
— Vocês sabem nadar?
— Não! Responderam eles rapidamente
— Então é uma pena - Conclui o barqueiro
— Vocês perderam toda a vida
Não há saber maior ou saber menor
Há saberes diferentes
Pense nisso e valorize todas as pessoas com as quais tenha contato
Cada uma delas tem algo de diferente para ensinar
Ninguém sabe de tudo
Todos os dias temos algo novo pra aprender
☄☄☄⛵

quinta-feira, julho 21

Vida.!!!!

Quando me amei de verdade,compreendi que em qualquer circunstância,
eu estava no lugar certo,na hora certa,no momento exato.
E então,pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome...Auto-estima.
Quando me amei de verdade,pude perceber que minha angústia,meu sofrimento emocional,
não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é ....Autenticidade.
Quando me amei de verdade,parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei
a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de....Amadurecimento.
Quando me amei de verdade,comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma
situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo,mesmo sabendo que não é o
momento ou a pessoa não esta preparada,inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é...Respeito.
Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável....
Pessoas,tarefas,tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo.
De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama....Amor -próprio.
Quando me amei de verdade,deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes
planos,abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo,o que gosto,quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é ....Simplicidade.
Quando me amei de verdade,desisti de querer sempre ter razão e,com isso,errei muitas vezes.
Hoje descobri a....Humildade.
Quando me amei de verdade,desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro.
Agora,me mantenho no presente,que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez.Isso é....Plenitude.
Quando me amei de verdade,percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar.
Mas quando a coloco a serviço do meu coração,ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é....Saber viver!!!!

Charles chaplin...

sábado, março 5

Visita a um pedaço do céu...

Segunda feira,hora do almoço.Apesar de inverno,o calor faz lembrar um dia de verão. Uma notícia inesperada e um pedido médico preocupante de avaliação de um bebê de 5 meses que pode evoluir para uma paralisia cerebral,agita nosso dia. Nossa apreensão é grande.O coração esta apertado. É que a a pequena Paloma é nossa "hóspede" desde antes do nascimento,que já ocorreu de maneira prematura com complicações pós parto.Agora mais uma notícia grave.A ecisão vem como um facho de luz;vamos ao Lar São Francisco.Foi a primeira vez que estive lá.José Eduardo já o conhecia pois encaminhara Valdeir,um valente menino da zona rural que perdeu a perna aos 14 anos vítima de um trator; Luciano,rapaz com um sério problema buco-maxi-facial e Sr.Vitor,que se recupera de uma cirurgia de amputação do pé.-Todos de Atibaia.Com apequena e risonha Paloma no colo,conheci um recanto onde se respira boa vontade e simpatia,vislumbra-se coragem e determinação,recebe-se atendimento e amor e,aprende-se humanidade e bem querer. As cenas são tristes:crianças especiais,portadoras de deficiências de todos os tipos. No entanto uma aura de paz e esperança está presente em cada canto.A espera é uma lição de resignação,força e vontade de viver.Aquelas pessoas,aparentemente frágeis,são o exemplo mais puro de coragem e determinação,parecem enxergar além do que é possível:com os olhos do coração. Mostram que a vida vale a pena em qualquer circunstâncias. Uma história com a foto de um homem que não tem os braços reproduzida em uma quadro na parede chama minha atenção a começar pelo título"Vá ver se eu estou na esquina -Poupe seu tempo,ele não vai estar lá a menos que a esquina seja do hospital do Mandaqui,onde talvez você o veja de passagem,a caminho de seu trabalho. Luiz Henrique medina ou Kaike como ele é conhecido,é formado em citologia pelo Instituto Brasileiro de Controle do Câncer.É um profissional competente,querido e admirado,tem 43 anos,é o pai de um garoto de 4 anos saudável e perfeito, um eficiente chefe de família.Tem planejamento para o futuro,vive no presente e carrega seus problemas como todo mundo. Kaike foi um dos primeiros alunos e pacientes do Lar São Francisco.Nasceu sem os dois braços,sem uma das pernas, sem o maxilar e sem a língua.Foi abandonado na porta de um hospital dentro de uma caixa de sapatos. Kaike é uma prova que ser deficiente fisíco não significa ser um ser humano deficiente.Que apesar da deficiência é possivel estudar,trabalhar,se divertir,levar uma vida normal.O mundo de um deficiente físico não é seu sofrimento mas as suas conquistas.Esta é a nossa filosofia para os KAIKES de amanhã" As surpresas de solidariedade e carinho vem de todos.As peruas chegam e partem e dela descem os carrinhos especiais.As mães e pais se cumprimentam,trocam afagos nos filhos,alegram-se com o reencontro. Na recepção são todos recebidos com ternura,pegam seus crachás e vão para as oficinas de tratamento. Impossível não pensar em quanto somos privilegiados e felizes e,quão pequenos podemos nos sentir diante de tanto esforço e tanta alegria mesmo em meio a problemas físicos tão sérios.A direção,o corpo clínico,os atendentes, os voluntários e os funcionários de todos os setores,caminham como anjos sempre sorrindo e transmitindo incentivos, motivando e acarinhando a alma. Bem diz o folheto que mostra uma ínfima parte da magnitude do trabalho desse recanto do céu,sobre o qual falaremos mais a semana que vem :AQUI SE APRENDE A VIVER.
 Magali Ferreira Pinto Marino Coordenadoria de Imprensa e Comunicação.

Lenda Persa...

Há uma lenda persa que fala a respeito de um rei que carecia muito de um servidor. Dois homens se apresentaram e o rei os contratou por um salário fixo. Depois de alimentados,voltaram á presença do soberano para ouvirem a respeito de suas tarefas... A primeira ordem foi que cada um pegasse uma cesta,colocando-a ao lado do poço. Iriam,alternadamente,tirando a água do poço e despejando-a dentro da cesta. No final do dia,ele o Rei,pessoalmente,iria apreciar o trabalho deles.Depois de cinco ou seis baldes de água tirados e jogados na cesta,um dos contratados falou:-Afinal,qual é o valor deste serviço? Quando lançamos a água dentro da cesta,ela se escoa imediatamente! O outro,entretanto,respondeu:-O rei certamente conhece a utilidade do nosso trabalho.Ele sabe o valor dele,do contrário não teria nos contratado. -Pois não vou gastar as minhas energias na execução de uma tarefa assim.Dizendo isso,deixou de lado seu balde e partiu.O outro homem,pacientemente,continuou o trabalho.O poço continha muita água, mas,sem desanimar ,ele foi repetindo a operação até que conseguiu esgotá-lo. Olhando atentamente para o seu fundo forrado de lodo,ele viu que havia lá um objeto,que brilhava intensamente.Era um valioso anel de diamantes!.... -Vejo agora a utilidade do trabalho!Se o balde tivesse colhido o anel antes que o poço fosse esvaziado, então ficaria retido na cesta.O meu esforço teve sua utilidade.Foi útil e necessário!Na hora marcada, chegou o rei e lá encontrou um dos contratados fiel ás suas ordens.Muitas vezes,ao longo da vida, deparamos com tarefas penosas para serem realizadas e caminhos difíceis a serem palmilhados. Somos,por vezes,tentados a pensar que o sacrifício não compensa e uma forte tendência de abandonar tudo e tomar novo rumo tenta apoderar-se de nós.Entretanto,quando dominamos o desânimo e nos enchemos de coragem para chegar ao fim da responsabilidade,sempre descobrimos uma compensação e nos levantamos prontos para um novo embate.O desânimo tem sido a arma mais poderosa que o inimigo usa para nos desviar do plano e do caminho traçado por Deus para a nossa vida. "Imaginar a vida sem obstáculos é uma ilusão.... "Imagina-los vencidos é coragem!!!...

Cicatrizes

Há alguns anos,em um dia quente de verão,um pequeno menino decidiu ir nadar no lago que havia atrás de sua casa.Na pressa de mergulhar na água fresca,foi correndo e deixando para trás os sapatos,as meias e a camisa. Vôou para a água,não percebendo que enquanto nadava para o meio do lago,um jacaré estava deixando a margem e entrando na água. Sua mãe ,em casa,olhava pela janela enquanto os dois estavam cada vez mais perto um do outro. Com medo absoluto,correu para o lago,gritando para seu filho o mais alto quanto conseguia. Ouvindo sua voz,o pequeno se alarmou,deu um giro e começou a nadar de volta ao encontro de sua mãe. Mas era tarde.Assim que a alcançou o jacaré agarrou seus pés.Começou um cabo-de-guerra incrível, entre os dois.O jacaré era muito mais forte do que a mãe,mas a mãe era por demais apaixonada para deixá-lo ir.Um fazendeiro que passava por perto,ouviu os gritos,pegou uma arma e disparou no jacaré. De forma impressionante,após semanas e semanas no hospital,o pequeno menino sobreviveu.Seus pés extremamente machucados pelo ataque do animal,e em seus braços,os riscos profundos onde as unhas de sua mãe estiveram cravadas no esforço sobre o filho que ela amava. Um repórter de jornal que entrevistou o menino após o trauma,perguntou-lhe se podia mostrar suas cicatrizes.O menino levantou seus pés. E então,com óbvio orgulho,disse ao repórter:"Mas olhe em meus braços"."Eu tenho grandes cicatrizes em meus braços também"."Eu as tenho porque minha mão não deixou eu ir".Você e eu podemos nos identificar com esse pequeno menino.Nós também temos muitas cicatrizes.Não a de um jacaré,ou qualquer coisa assim tão dramática.Mas as cicatrizes de um passado doloroso.Algumas daquelas cicatrizes são feias e causam-nos profunda dor.Mas,algumas feridas,meu amigo,são porque DEUS se recusou a nos deixar ir.E enquanto você se esforçava,Ele estava lhe segurando. Se hoje o momento é difícil,talvez o que está te causando dor seja Deus cravando-lhe suas unhas para não te deixar ir. Lembre-se do jacaré e muito mais daquele que mesmo em meio a tantas lutas nunca vai te abandonar. Deus certamente vai fazer o que for necessário para não te perder, ainda que para isso seja preciso deixar-lhe cicatrizes!!! LEMBRE-SE SEMPRE QUE VOCÊ É ESPECIAL PARA DEUS...